VOCÊ ESTÁ EM >> CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS APOSTAM NO BIM

Construções Sustentáveis apostam no BIM

Tecnologia é hoje a principal ferramenta para o desenvolvimento de empreendimentos ecologicamente corretos.

É cada vez mais frequente o interesse de construtoras e incorporadoras por ferramentas e tecnologias que otimizem projetos e possibilitem o desenvolvimento de empreendimentos sustentáveis com economia de recursos naturais, matéria-prima, insumos e investimento financeiro, tudo isso, a ser realizado no menor tempo possível. Uma das maiores inovações para o setor é o BIM (Building Information Modeling), em português, Modelagem da Informação da Construção, que é a representação de um projeto de engenharia por meio de um modelo virtual de edificação.


Atualmente, o BIM é uma das maiores inovações sobre modelagem para projetos e construções, pois oferece informações muito mais precisas a respeito do que está sendo construído do que o tradicional desenho 2D. “O conceito é uma tendência para a modelagem na construção, onde antes existiam apenas modelos 2D e mapas dos projetos (ou seja, mera representação planificada do que será construído), agora passa a ter o modelo 3D, onde tudo é mais visual e mais informativo”, disse Ronis de Sousa, gerente de projetos (Obras) da Globaltec, empresa especializada em soluções de gestão empresarial para o segmento de construção civil, que observou que muitas empresas estão procurando se adequar para utilizar essa tecnologia e classifica isso como um diferencial.

Assim como em diversos setores, o da construção civil também vem se mostrando cada vez mais preocupado e engajado nas questões ambientais, assim como os consumidores estão cada vez mais críticos na hora de optar pela aquisição de um imóvel, seja ele residencial ou comercial. E através do BIM é possível analisar o conforto térmico, acústico e luminotécnico, ajudando a otimizar o consumo de água, energia elétrica e emissão de carbono na atmosfera – o que pode ajudar o empreendimento a ganhar a certificação de Construção Sustentável. 

Segundo Ronis, a modelagem com o conceito BIM trabalha com modelos 3D mais fáceis de assimilar e mais fiéis ao produto final, sendo mais prático no uso das informações da construção. Com isso, o BIM é capaz de integrar atributos parametrizáveis (materiais, especificações, fabricantes, preço e finalidade) e informações geométricas (posição e dimensões), possibilitando aos gestores a identificação de falhas nos projetos ainda na fase de concepção. 

Vale destacar que para ser eficaz, o BIM precisa estar totalmente integrado aos negócios da empresa. E ele sozinho não é capaz de fazer um orçamento detalhado, projetar todas as despesas e receitas e adequar a folha de pagamento de toda a mão de obra e, por isso, é importante contar com softwares de gestão que não só possibilitam o controle financeiro, como também o gerencial e físico. Para isso, a Globaltec disponibiliza o software UAU, que possui módulos de planejamento econômico e financeiro capazes de se integrar ao BIM e suprir todas as necessidades da obra. As empresas ainda têm a possibilidade de prever gastos e aprimorar seu planejamento, ajudando-as a atender até mesmo as necessidades mais específicas dos clientes. 

Entre os benefícios do BIM integrado ao UAU estão: Previsibilidade, Precisão, Visualização, Otimização e Atualização. “A tecnologia trabalha a nosso favor. Através do BIM, hoje podemos visualizar todo o projeto da obra e como ficará antes mesmo de iniciar a construção. Além disso, é possível prever gastos e aprimorar o planejamento”, finalizou Claudio de Morais, diretor de produtos da Globaltec.


Sobre a Globaltec 

Fundada em 1997, a Globaltec (www.globaltec.com.br) é uma empresa especializada em soluções de gestão para construtoras, incorporadoras, imobiliárias e shopping. Hoje, a empresa atende mais de 800 empresas de todo o país através de sua sede em Goiânia e por meio de escritórios nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Cuiabá.

Fonte: DINO