VOCÊ ESTÁ EM >> QUEM BATE? É O FRIO...

Quem bate? É o frio...

Já escolheu o sistema que vai espantar o frio dentro da sua casa, neste ano? O Infográfico Obra Prima pode dar uma forcinha na decisão

Listamos os principais tipos de aquecedores de ambientes para facilitar a tarefa, com suas vantagens e desvantagens.  Sem esquecer as lareiras, que podem ser tradicionais ou móveis, como os aquecedores portáteis, dispensando obras.

Tudo para que a sua casa seja o melhor lugar para estar neste inverno!  

 

Aquecedores: prós e contras

 

 

 

Aquecedor Elétrico de Resistência Incandescente

Tipo de aquecedor mais comum no mercado. Funciona por meio de uma resistência que aquece e transmite calor para o ambiente. Disponível em diversos tamanhos e modelos. Traz resistência visível, protegida por uma grade metálica.

Vantagens: Costuma aquecer mais rápido o ambiente que outros tipos de aparelhos, e tem preço mais acessível; é portátil e conta com regulagem da potência.

Desvantagens: O calor não é dissipado de forma uniforme, permanecendo concentrado próximo à resistência. Não é tão econômico, resseca o ar e não deve ficar próximo a objetos, em função do calor emanado.

 

 

Termoventilador

Funciona como um ventilador. Difere do elétrico por possuir resistência acoplada à hélice, o que dissipa melhor o calor e o torna mais eficiente.

Vantagens: São modelos pequenos e fáceis de transportar.

Desvantagens: Ressecam o ar e fazem barulho devido à ventoinha.

 

Aquecedor de Halogênio

É feito de lâmpadas de halogênio de baixo consumo e alta durabilidade, responsáveis pela troca de calor com o ambiente. Os modelos mais comuns são do tipo oscilante, com movimento lateral, o que garante melhor distribuição de calor.

Vantagens: Aquecimento uniforme com ampla distribuição de calor no ambiente; sistema de resistências fechadas, proporcionando maior durabilidade e segurança.

Desvantagens: Os aquecedores halógenos não são queimadores de ar, porém além da superfície quente, geram luminosidade, o que pode incomodar o sono de crianças e adultos.

 

Aquecedor a Quartzo

Assim como o tipo elétrico, o aparelho a quartzo fica visivelmente aceso, com luminosidade de cor quente, mas seu dispositivo funciona com o aquecimento do material e não do ar.

Vantagens: Pode aparentar estar todo quente, mas é seguro para transporte e no ambiente onde funciona.

Desvantagens: Funciona com a troca de temperatura do local onde está, mas mesmo sem queimar o ar pode causar desumidificação, por isso é indicado uso de um alguma fonte de vapor, como um umidificador, quando instalado num local onde ficará ligado por bastante tempo.

 

Aquecedor Cerâmico

Também conta com uma resistência para aquecimento, com a diferença que aqui ela é envolta em cerâmica, que retém o calor e depois o dissipa de forma mais uniforme através de uma ventoinha.

Vantagens: Aquecem mais rapidamente, podem ser portáteis ou embutidos na parede, não ressecam tanto o ar e ainda são mais econômicos.

Desvantagens: Podem fazer um pouco de barulho (como o ar-condicionado).

 

 

Aquecedor a Gás

Funcionam geralmente com gás butano e propano. Indicados para ambientes grandes e abertos, como restaurantes e outros estabelecimentos.

Vantagens: Os modelos menores oferecem muito mais potência do que os pequenos aquecedores elétricos e, apesar do preço mais alto, os custos operacionais são mais baixos

Desvantagens: Os modelos maiores são pesados e costumam ser muito mais caros do que outros tipos de aquecedores. A segurança também é algo a se ponderar em ambientes fechados, como apartamentos, por exemplo.

 

Aquecedor a Óleo

Seu funcionamento se dá através de uma resistência, que aquece o óleo que há no interior do aparelho (não precisa ser trocado) e realiza a troca de calor com o ambiente.

Vantagens: Não resseca o ar, é mais eficiente e econômico.

Desvantagens: Custa mais caro que os aquecedores elétricos (incandescentes) e demora mais para aquecer o ambiente, em função do sistema de troca de calor. Outro inconveniente: não são portáteis e tem a superfície quente, perigosa para crianças.

 

 

Sistema de piso radiante

O piso radiante funciona por meio de um sistema de serpentina com água, aquecida por energia a gás ou elétrica, que circula em circuito fechado, instalada sob o piso, sem necessidade de abastecimento. O piso aquecido transfere calor para o ambiente. 

 

Vantagens: Oferece muito conforto e estética, já que fica invisível. Também é dos mais econômico em consumo energético.

Desvantagens: O alto investimento em infraestrutura, já que é instalado sob o piso, no momento da construção ou de uma grande reforma. Não pode ser transportado para outro ambiente da casa, só funciona na área instalada.  

 

Aparelho de ar condicionado

 

É uma solução simples, pois muitas residências e escritórios já têm aparelhos de ar-condicionado instalados e a infraestrutura que requerem, como a abertura na parede e a tubulação para o split.

 

Vantagens: É portátil, não precisa de quebra, e traz dupla função – frio e quente

Desvantagens: Algumas máquinas são mais aptas a produzir ar frio do que quente. Também são menos econômicas, já que o ar quente, ao contrário do ar frio, tende a subir. Então, é preciso uma máquina potente para aquecer o ambiente de forma uniforme, até o chão.

 

Lareira: quem resiste

ao seu charme?

Lareira a gás

Dão um ar contemporâneo ao ambiente. Pode ser em formato linear com proteção de vidro temperado ou no formato com grelha, que vem acompanhada de toras de cerâmica imitando a lenha, ou de pedras vulcânicas. As pedras duram muitos anos, mas um cuidado na compra: elas devem ser isentas de enxofre.

Vantagem: não faz sujeira e nem fumaça pois não gera fuligem

Desvantagem: O modelo escolhido deve ser compatível com o tipo de gás que você usa em casa; o produto deve ser homologado por um órgão competente e instalado apenas por profissionais.

 

 

Lareira elétrica

A diferença desta para a lareira a gás, é que na elétrica não há queima de fogo. O sistema é o mesmo dos aquecedores, sendo necessária uma tomada. E para o efeito do fogo queimando há duas opções: toras de cerâmica imitando as lenhas de madeira ou imagens de chamas em 3D.

Vantagens: Facilidade de manuseio – para ligar, basta apertar um botão da lareira ou do controle remoto.

Desvantagens: Como o princípio de funcionamento é o mesmo das estufas, a lareira elétrica tira a umidade do ambiente. Então, é indicado deixar um recipiente com água no local.

 

Lareira à Lenha Natural

As clássicas lareiras à lenha podem ser feitas de alvenaria ou de metal. Existem opções de comprá-las prontas ou sob medida, embutidas na parede ou suspensas. Seu tamanho deve ser calculado para que haja eficiência tanto na distribuição de calor quanto no espaço disponível no ambiente, daí a importância de um profissional, inclusive para fazer corretamente a canalização da fumaça. O ideal é ter o acompanhamento de um arquiteto, na obra.

Vantagens: Preservam o cheiro de pinho, os estalos da madeira queimando e a cor natural do fogo, gerando uma experiência sensorial muito agradável e aconchegante. Na foto, o modelo suspenso Orbitale, da Largrillo, de aço carbono, é flex: funciona à lenha ou a álcool gel. E gira 360°, ideal para atender ambientes integrados.

 

Desvantagens: Requer uma boa limpeza após o uso. Podem produzir fumaça, fuligem e cheiro desagradável, sem acessórios apropriados e má manutenção. No caso dos modelos de alvenaria, cuidados como utilizar tijolo refratário e uma porta térmica de vidro evitam problemas no futuro.

 

Lareira Ecológica

A chama da lareira ecológica se mantém acesa por meio do biofluido, à base de etanol. Há diversos modelos desse tipo de lareira que são compradas prontas em tamanhos que variam de 30cm a 1m. Mas pode-se adquirir apenas o queimador, para embutir em alguma parede ou ser instalado em uma base móvel. A lareira ecológica, é ideal para quem não dispensa chamas de verdade, não quer ter aumento na conta de energia e ainda está em busca de um modo de aquecer prático e sofisticado.

Vantagens: O combustível (biofluido) foi desenvolvido especialmente para este fim e sua combustão não produz fumaça nem cheiro. A emissão de CO2 costuma ser muito baixa, menor que o equivalente à nossa respiração.

Desvantagens: Talvez a falta do clima de aconchego proporcionado pelos modelos à lenha, ainda que com todas as suas desvantagens.