VOCÊ ESTÁ EM >> TERRA E TUMA ARQUITETOS ASSOCIADOS: CASA VILA MATILDE, SÃO PAULO

Terra e Tuma Arquitetos Associados: Casa Vila Matilde, São Paulo

Qualidade a baixo custo

ARCOweb

EM 2011, UM RAPAZ SONDOU OS ARQUITETOS SOBRE A POSSIBILIDADE DE PROJETAR, COM POUCOS RECURSOS, UMA CASA PARA SUA MÃE, QUE MORAVA EM UMA CASA COM PROBLEMAS DE ESTRUTURA E SALUBRIDADE


Dona Dalva há décadas mora na Vila Matilde, em São Paulo. Próximo a ela, vivem primos, tios, irmãos e amigos. A primeira opção seria vender a casa e seu valor, somado a economias, permitiria comprar um pequeno apartamento afastado, provavelmente sem elevador - situação complicada para a idade da proprietária.

Em pouco tempo a família decidiu resistir ao deslocamento e consequente isolamento. “Levantada a bandeira, cabia a nós e a uma rede de colaboradores mantê-la de pé. Sabíamos que uma vez iniciado o movimento, não haveria volta, tinha que dar certo até o fim”, explicam os arquitetos do escritório Terra e Tuma. Tanto os projetos quanto a obra deveriam se adequar aos restritos recursos financeiros da família.

No início de 2014 a casa dava nítidos sinais de desgaste, e começou a ruir. Dona Dalva foi morar de aluguel na casa de um parente próximo. A casa nova precisava ser construída o mais rápido possível, caso contrário o aluguel consumiria seus recursos. “Utilizamos nossas recentes experiências com estrutura e blocos aparentes, para viabilizar uma obra de baixo custo, com maior controle e agilidade”, complementam. 

 

 

 

“O maior desafio foi a fase inicial da obra. Foram quatro meses demolindo cuidadosamente a casa antiga, ao mesmo tempo em que se executavam as fundações e arrimos que escoravam as casas vizinhas, apoiadas em seus muros de divisa. Seis meses depois de se iniciar a execução da alvenaria, a casa pôde ser concluída”, revelam.

A casa está implantada em um lote com 4,8 metros de largura por 25m de profundidade.

O programa dispõe uma casa térrea, com sala, lavabo, cozinha, área de serviço e suíte no térreo a fim de atender a demanda da moradora. Uma articulação entre lavabo, cozinha, área de serviço e um jardim interno conectam a sala, localizada na parte frontal, e os quartos localizados na parte posterior. Na área central da casa, o pátio cumpre a função essencial de iluminar e a ventilar. Esta área, serve também como extensões da cozinha e da área de serviço.

No pavimento superior uma suíte foi projetada para receber visitas, totalizando uma área de 95m². A área sobre a laje da sala foi apropriada como horta, e poderá ser coberta, ampliando o programa da casa a fim de atender a futuras demandas. “Uma solução simples, resultado de um processo longo, complexo e gratificante”, finalizam.